HINO NACIONAL BRASILEIRO EM TICUNA

HINO NACIONAL

Ouviram do Ipiranga às margens plácidas,

De um povo heróico o brado retumbante,

E o sol da Liberdade, em raios fulgidos,

Brilhou no céu da Pátria nesse instante.

 Se o penhor dessa igualdade

Conseguimos conquistar com braço forte,

Em teu seio ó liberdade,

Desafia o nosso peito a própria morte!

 Ó Pátria amada,

Idolatrada,

Salve! Salve!

 Brasil, um sonho intenso, um raio vivido

De amor e de esperança à terra desce,

Se em teu formoso céu, risonho e límpido,

A imagem do Cruzeiro resplandece.

 Gigante pela própria natureza,

És belo, és forte, impávido colosso.

E o teu futuro espalha essa grandeza.

 Terra adorada,

Entre outras mil,

És tu, Brasil,

Ó Pátria amada!

 Dos Filhos deste solo és mãe gentil,

Pátria amada,

Brasil!

  Tradução para a Língua Tikuna.

 Rü Ipirangapetchinüwa na ngupetü

Po’ragüǖ i duügü ngema i cagüǖǖ’

Rü ü’acü ya po’ǖrũũ ya mẽẽmacü

Nhãã to’rü nããneetü wa na nãĩ’.

 

Ngema Natanü na wüiguãcü

To’rü po’ratchacüü mãã’ ni tü’üna nguǖ’

Curü mĩĩ’ rü Põ’ǖrũũ niĩ’

Woo ngema aũcümaǖ i yu mã tü’ namũǖẽẽ.

 

Rü na Maǖ’

 Nhãã Tatchiü

I Mẽẽtchiǖ!

 

 Rü wüi ãnegü rü ãẽmacürüǖ niĩ Menecü.

Rü ngetchaǖ rü ngu’ẽẽ i narü ĩẽẽ

Rü Cugü i tchipetüǖ i dãuãnecüã’ i me’ǖ.

Nawa i Cruzeirutchipeta i nã’ĩ’.  

 

Rü Tããcü tama  woe cuya ĩĩtchi

Tama cu mũǖ erü cumẽ erü cupora

Cu’rü tagu cunagüane ngema i ngu’tchaǖ.

 

Pa meǖ’ i Nããne

Woo nhu’retanü wa

I Cuma ni pa Menecü

 

Nhãã waimücü’agü maã cumecümaütchi

PA MENECÜ

 

 Deitado eternamente em berço esplendido,

Ao som do mar e a luz do céu profundo, Fulguras, ó Brasil, florão da América,

Iluminado ao sol do novo mundo!

 Do que a Terra mais garrida

Teus risonhos, lindos campos tem mais flores;

“Nossos bosques têm mais vida”,

“Nossa vida” em teu seio “mais amores”.

 Ó Pátria amada,

Idolatrada,

Salve! Salve!

 Brasil, de amor eterno seja símbolo

O lábaro que ostentas estrelado,

E diga o verde-louro desta flâmula

- Paz no futuro e gloria no passado.

 Mas, se ergues da justiça a clava forte,

Verás que um filho teu não foge a luta,

Nem teme, quem te adora, a própria  morte.

 Terra adorada,

Entre outras mil,

És tu, Brasil,

Ó Pátria Amada!

 Dos filhos deste solo és mãe gentil,

Ó Pátria amada,

Brasil

 

 Naiǖ i curü butchicagu ta cu caetcha

Ta’tü i ãũ’ǖga rü õmü i daũnacüã’

Pa Menecü cunai Americawa cüi bo’ü

Ngewaca’üǖ i naãne rü cuya ngunẽẽ!

 

Ngema Naãne woo na gutchaü

No’rü cugügü rü putüramãã na ããne;

To’rü naĩ’necü rü namã’ẽ’

“Curü miĩ niĩya to’ü maẽẽne”

 

Rü na Maü’

 Nhãã Tatchiü

I Meetchiü!

 

Rü woe tchananiĩ’ rü ngetchaǖ niĩ’ Menecü.

Ẽ’tarüǖ niĩ’ na’paweru i nanãĩ’

Rü nhã nǖǖ ya wonera yaurãcü i deramǖcü  

Rü guũgu ngema ngetchaǖ i nũ’cüma tüna nguǖ’.

 

Woo gutchaǖgü rü ai’cumaǖ narü poramãẽ.

Nuãcüa’ i buǖ tama niya nhãǖ ta.

Bai nü namũüǖ’ ngema yu’ rü ta nǖgü nicüa’ǖama.

 

Pa meü’ i Nããne

Woo nhu’retanü wa

I Cuma ni pa Menecü

 

Nhãã waimücü’agü maã cumecümaütchi

PA MENECÜ

 

Traduzido pelo Professor Sansão Ricardo Fores - Tikuna. 15/10/09.

Apresentado oficialmente no dia 30/11/2009, na abertura do FORIND no auditório da UEA e no Estádio Vivaldo Lima/MAO/AM, cantado pela Denise Tikuna, com o nome na língua Yu’ena e acompanhado pelo Tecladista Sandro Tikuna.

Visto no dia 25/01/010 pelo professor Clemencio Guerreiro Tikuna da Escola Municipal Ebenezer – B. Constant/AM.

Esse é o Portal Oficial Sandro Tikuna, Líder Indígena, Comunicador, Ambientalista, Artista e Político. Pertencente ao Clã Manguari (Cowacüã') seu nome tradicional é Tchobücü,  nascido Sandro Stéfano Pinto Flores, nasceu no dia 28 de setembro de 1992, na aldeia Filadélfia, Benjamin Constant - AM, microrregião do Alto Solimões.
É um dos líderes do movimento indígena do Alto Solimões, sua liderança de luta e resistência está voltada a atividades culturais, sociais e políticas indígenas.
O portal é um espaço para apresentar os trabalhos e ações desenvolvidas na região do Alto Solimões, bem como a participação nas lutas e na resistência dos povos indígenas do Brasil.

"Temos o dever de continuar a luta dos nossos anciões e caciques do nosso povo"

SANDRO TIKUNA

 

VÍDEOS

 

 

MOVIMENTO INDÍGENA

 

 

 

 

 Assine a Carta contra o PL 490