DIA MUNICIPAL DA LUTA E RESISTÊNCIA TICUNA

Ano VI - Edição 35, 20 de abril de 2019

No último dia 16 de abril, a Câmara Municipal de Benjamin Constant - AM, aprovou o Projeto de Lei (PL 004/2018) que Institui como data Alusiva "O Dia Municipal da Luta e Resistência do Povo Ticuna".

O título do PL foi uma moção criada e formulada por Sandro Flores - Ticuna, presidente da Rede de Jovens Indígenas Comunicadores do Alto Rio Solimões - REJICARS na III Conferencia Municipal da Educação realizada no final do ano de 2018 pela Secretaria Municipal de Educação - SEMED. 

Após 30 anos do Massacre do Capacete, na Semana Indígena e no mês dos Povos Indígenas a articulação com o governo municipal contou com a participação e o apoio de professores da Universidade Federal do Amazonas - UFAM, Lideranças Indígenas, vereadores de base do governo municipal e vereadores de oposição tendo o apoio de populares da região. 

Em dezembro de 2018 o PL foi encaminhado a Câmara, que por sua o presidente Dr. Etã Pereira Castelo Branco encaminha a Comissão de Constituição e Justiça - CCJ para discutir a matéria e dar o parecer técnico. Como relator foi escolhido o Vereador Professor Ciderjânio Salvador que deu o seu parecer favorável ao projeto, pois a matéria é de suma importância para o município, trata-se da historia, da luta e resistência dos povos indígenas do município, sendo que a parcela do eleitorado na região é de 40% do eleitorado indígena. Ao ser lido na plenária, o PL entrou em votação e por unanimidade é aprovado pela primeira vez uma lei que reconhece o dia 28 de março (Dia do Massacre do Capacete) como o Dia Municipal da Luta e Resistência do Povo Ticuna.

Para Santos Cruz - Diretor do Museu Magüta, o primeiro museu indígena do país, o Dia da Luta e Resistência do Povo Ticuna é importante pois como sobrevivente desse fato, as famílias que perderam seus familiares poderão lembrar e passar para seus filhos que houve morte para que a Terra Indígena dos Ticuna fosse demarcado. 

Dr. Etâ Pereira Castelo Branco - Presidente da Câmara Municipal de Benjamin Constant - AM, a data é instituída para que os povos indígenas em especial o povo Ticuna seja um povo respeitado pela luta e resistência, pois o indígena é cidadão e sempre contribuiu com o nosso município e merecia esse reconhecimento.

Davi Nunes Bemerguy - Prefeito Municipal, falou que a PL aprovada foi um momento que nossa cidade, nosso povo e nossa gente já estava na hora de alguém reconhecer o que o povo indígena ticuna tanto merecia, não só respeitar como povo, mas reconhecer como um cidadão que faz parte e tanto tem contribuído ao longo dos tempos. Concluiu dizendo que agora o município irá se preparar para que todos os anos haja a semana indígena no município e os povos indígenas do município terão no calendário oficial uma data que marca mais vez a participação indígena no município de Benjamin Constant - AM.

Esse é o Portal Oficial Sandro Tikuna, Líder Indígena, Comunicador, Ambientalista, Artista e Político. Pertencente ao Clã Manguari (Cowacüã') seu nome tradicional é Tchobücü,  nascido Sandro Stéfano Pinto Flores, nasceu no dia 28 de setembro de 1992, na aldeia Filadélfia, Benjamin Constant - AM, microrregião do Alto Solimões.
É um dos líderes do movimento indígena do Alto Solimões, sua liderança de luta e resistência está voltada a atividades culturais, sociais e políticas indígenas.
O portal é um espaço para apresentar os trabalhos e ações desenvolvidas na região do Alto Solimões, bem como a participação nas lutas e na resistência dos povos indígenas do Brasil.

"Temos o dever de continuar a luta dos nossos anciões e caciques do nosso povo"

SANDRO TIKUNA

 

VÍDEOS

 

 

MOVIMENTO INDÍGENA

 

 

 

 

 Assine a Carta contra o PL 490